Y: O Último Homem

Y: O Último Homem: porque você deve ler esta HQ

Eu diria que uma das histórias em que mais se assemelha as séries tipo Lost e Prison Break, é Y: O Último Homem (Y: The Last Man), lançada pelo selo , da . Não pela história em si, mas por sua narrativa, reviravoltas, o plot twist no final de cada revista, e o seu jeito de deixar todos loucos pelo próximo episódio. Mas do que se trata?

Veja também: Porque você deve ler a HQ Preacher

A maxi-série criada por Brian K. Vaughan, e desenhada em sua maioria por Pia Guerra, conta a história de Yorick Brown, um artista de escapadas, que se torna o último homem vivo na Terra, após um misterioso e fatídico dia em que repentinamente todos os outros homens simplesmente morreram.

Yorick está ao telefone com sua namorada, que está na Austrália, quando ocorre a catástrofe. Rapidamente ele percebe que só ele e o seu macaco Ampersand sobreviveram e parte para as ruas em busca de respostas, tentando não parecer um homem, é óbvio. E quando ele encontra As Filhas das Amazonas, um grupo feminista radical que não aceita a presença de nenhum homem, Yorick percebe que o disfarce se fará necessário por muito mais tempo. Nesse panorama, Yorick só pensa em encontrar três mulheres, a sua mãe, a sua irmã Hero Brown e sua namorada, Beth Deville e finalmente entender o que está acontecendo.

Y: O Último Homem

Ao encontrar sua mãe, ele percebe que, como ela é a mulher mais graduada do governo dos Estados Unidos, se encarrega de assumir o cargo de Presidente do país. Diante deste poder, e da responsabilidade de ter “em mãos” o único homem na face da Terra, e a responsabilidade que isso acarreta, ela designa uma agente federal, a denominada 355, para acompanhá-lo até a Doutora Allison Mann, geneticista altamente conceituada, para tentar entender como ele sobreviveu e como salvar a humanidade no processo. Ora bolas, acho que não preciso dizer que para se ter uma criança, é preciso uma mulher e algo de um homem. Papai ou mamãe já deve ter ensinado isso para você.

É interessante acompanhar esse mundo pós-apocalíptico e ver como as mulheres se adaptaram a nova realidade, e como finalmente funcionaria um sistema comandado pelas mulheres, como se organizaram, como cada comunidade lidou com isso de forma diferente. Enredo muito rico certamente.

Como comprar Y: O Último Homem?

Nos Estados Unidos, a série foi publicada em 60 edições avulsas e encadernados. No Brasil, a Pixel media começou a publicar esses encadernados e parou no meio do caminho. Em 2009, a Panini Comics assumiu o título e recomeçou os lançamentos novamente, sendo que a primeira edição saiu em setembro de 2009 e a última em novembro de 2012. Se você peregrinar por livrarias e lojas de quadrinhos, certamente ainda conseguirá encontrar esses volumes e fazer a sua coleção.

Pedro Cardoso

Carioca, jornalista e apaixonado por games, cinema e esporte. Jogo videogame desde o Atari.

  • Pingback: Chrononauts: figura só é vista por 1 em cada 15 pessoas | Geek Mais()