Review: 99 Vidas: O Jogo


O game é uma justa e bem executada homenagem aos jogos beat ’em up dos anos 1980 e 1990. Entretanto, além disso, ainda está entre os melhores jogos brasileiros que já tive a oportunidade de jogar, por sua jogabilidade divertida e refinada, bom senso de humor e uso inteligente da metalinguagem.

Veja também: Super Nintendo está de volta e traz jogo inédito

Esta é uma produção do estúdio QUByte, feita a partir das histórias dos integrantes do podcast de mesmo nome, especializado em falar sobre a nostalgia dos videogames. Claro, as fases são lotadas de referências que só os leitores mais assíduos vão pegar. Mas se você não conhecer, em nada vai atrapalhar a sua experiência de jogar um excelente game.

99 Vidas

Além das referências ao seu próprio universo, o jogo é recheado, claro, de easter eggs dos diversos títulos de brigas de rua alvo das homenagens do 99 Vidas, razão real do game existir. É possível ver elementos visuais e sonoros que vão te lembrar de Golden Axe, Street of Rage e muitos outros.

A trilha sonora é uma agradável mistura entre a música eletrônica presente nos jogos beat’em up dos anos 90 com música brasileira de raiz, como o baião ou o forró. Qualquer um que teve um Mega Drive e jogou o Street of Rage 2 vai identificar a música da fase 2, quando entramos na locadora do Seu Roberto.

Os gráficos possuem aquele visual retrô que simula a aparência da era 16-bit, o que é muito comum em jogos indies do tipo. Não haveria muito para falar sobre este aspecto, se não fosse pelas animações dos personagens. Este sim um quesito que merece aplausos. E é impressionante o esmero da equipe de desenvolvimento com os detalhes. Seja com os movimentos de luta dos diversos minions, e até a maneira como eles morrem.

99 Vidas - O Jogo

Porém, o maior destaque do game está na sua jogabilidade. Neste quesito, o 99 Vida é superior do que muitos jogos atuais do gênero que fizeram até relativo sucesso, como Scott Pilgrim vs. the World, por exemplo, que tem os movimentos bem travados. Aqui não, tudo flui muito bem, os comandos respondem rápido e o gameplay é muito divertido.

O game possui um grau dificuldade elevado, desafiador, que você não experimentava nem nos jogos antigos que foram homenageados por eles. Isso é excelente, mas não surpreende, pois está de acordo com o legado da “locadora de elite” que eles tanto preservam nos programas. Se de certo modo isso é um alívio para o jogador mais hardcore, que quer se superar, melhorar até chegar ao final, pode afastar os jogadores casuais.

O 99 Vidas: O Jogo está disponível para PC em versões , e , via Steam Store, e foi lançado em dezembro de 2016. O game é divertido, desafiador, engraçado e, se você for nostálgico, vai te entreter por mais tempo do que você imagina.

Gráficos8
Som8
Jogabilidade10
Diversão10
9

Pedro Cardoso

Carioca, jornalista e apaixonado por games, cinema e esporte. Jogo videogame desde o Atari.