Teste na BGS: Call of Duty: WWII


Um dos jogos inéditos que estão em demonstração na 2017 é o , que pode ser testado em alguns pontos da feira. Mesmo jogando apenas uma partida por 15 minutos, já é possível perceber que o game traz o mesmo DNA de todos os títulos da série feitos até agora e uma profunda recriação da Segunda Guerra Mundial.

Veja também:

No estande da Sony, por exemplo, a demo está configurada no modo multiplayer para duas equipes com seis jogadores cada. Consegui testar o jogo por uma partida inteira e tirar algumas impressões iniciais. O jogo tem o mesmo ritmo frenético dos jogos mais recentes da série, mesmo voltando para a Segunda Guerra, época que não visita desde 2008 com o World at War.

Call of Duty: WWII na BGS 2017

O cenário é curto e exige pensamento rápido. Porém, é importante dizer que, mesmo com esse ritmo acelerado, as armas respondem de forma fidedigna. Dependendo do modelo, recarregar a munição pode demorar alguns segundos, o que pode irritar alguns mais apressados, demonstra o cuidado da produtora em retratar a época com fidelidade.

Se o mapa apresentado for uma constante do que o jogo completo trará, podemos esperar cenários apertados, o que propicia as emboscadas, muitas salas e escadas para surpreender o adversário e certa verticalidade. Vale a pena ressaltar também a boa quantidade de classes e armas disponíveis, o que vai deixar o gameplay bem variado.

Call of Duty: WWII

Call of Duty: WWII será lançado em 3 de novembro para PS4, Xbox One e PC. Aqui na Brasil Game Show 2017, ele também pode ser testado no site da , onde também são exibidos vídeos documentários sobre o conflito histórico.

Pedro Cardoso

Carioca, jornalista e apaixonado por games, cinema e esporte. Jogo videogame desde o Atari.