Review: Steep


O é um jogo de esportes radicais na neve que transporta a nossa mente saudosista para o tempo do PSOne, onde vários games clássicos deste gênero marcaram época. Você lembra aquela sensação quando você chegava do colégio e jogava snowboard a tarde toda? Agora você tem um game para jogar quando chegar do trabalho, quando quiser apenas relaxar e se divertir.

Veja também: Overwatch é o melhor jogo de 2016 segundo o VG Mais

O título foi desenvolvido pelos estúdios da em Annecy, Montpellier, Paris e Kiev, e lançado para PS4, Xbox One e PC em 2 de dezembro de 2016. Este review foi feito no console da Sony, com uma cópia digital do jogo cedida pela assessoria da . Steep foi apresentado pela primeira vez já na E3 deste ano, em estágio avançado de desenvolvimento.

Steep

A primeira vista, o que chama a atenção no jogo é a sua excelente qualidade gráfica. As texturas, as sombras, os efeitos do sol refletindo na neve, todos esses elementos são realmente impressionantes. Apesar do visual impecável, tudo roda de forma fluida e os cenários são carregados rapidamente.

Em segundo lugar, Steep se destaca pelo enorme mundo aberto disponível. O game te faz pensar que não há um limite até onde o personagem pode chegar. Resolvi testar e sim, o espaço total do cenário é limitado por uma parede invisível. Isso tira muito da imersão que o jogo propõe no início. Tenho certeza que a tecnologia atual poderia proporcionar uma solução melhor para este caso. Um bom exemplo de como isso é bem feito são os jogos Just Cause 2 e 3. Você sabe que tem um limite, mas você não chega verdadeiramente nele.

Uma da falhas de Steep é não apresentar um objetivo concreto logo no início. Como a própria introdução oficial do jogo indica, trata-se de um produto criado para celebrar os esportes radicais. Essa ideia se reflete em uma proposta leve, despojada. Um gameplay sem compromisso. Acho excelente este tipo de visão, mas não vejo mal algum em estabelecer certas metas logo de início. Isso ajuda a prender o jogador.

O jogador pode descer as montanhas geladas como quiser, a partir do ponto que achar melhor e traçar sua própria rota, utilizando um dos quatro esportes disponíveis: snowboard, wingsuit, esqui e parapente. Porém, claro, se quiser subir de nível, terá que fazer as rotas propostas pelo jogo. E cada um desses eventos possui um ranking público com a pontuação dos jogadores que participaram. Os comandos são simples, leves e o controle responde muito bem a ação. Apesar de inicialmente fácil, fazer as manobras certas, que lhe darão mais pontos, é realmente desafiador.

Steep

Steep tem uma ambientação sonora incrível, se jogar com fones de ouvido, os sons de animais, do balanço das árvores e do vento colocará você no meio de uma montanha gelada. Por outro lado, senti falta de uma trilha sonora com um bom rock e músicas pop, que sempre ajudam a compor esse tipo de jogo. É uma receita impossível de errar.

Divertido e desafiador, Steep é aquele game que você quer sempre por perto quando precisa relaxar, sem compromisso, e se entreter com um boa dose de esportes radicais. Se você gosta de fazer manobras radicais e adrenalina, esse é o seu jogo.

Gráficos9
Som7
Jogabilidade8.7
Diversão8
8.2

Pedro Cardoso

Carioca, jornalista e apaixonado por games, cinema e esporte. Jogo videogame desde o Atari.