Review: Sniper Ghost Warrior 2

O jogo 2, da , te coloca no meio de uma guerra na pele de um atirador de elite. O jogador é levado a encarar missões que não estão aparentemente conectados, na floresta, na montanha e por aí vai. O game tem comandos simples e dinâmica que valoriza mais a ação do que a tática, que é justamente a parte que mais gosto.

Veja também: Leia o review de The Last of Us

Deste modo, o que mais se destaca neste jogo é a facilidade com que se acerta o inimigo, o que tira um pouco o realismo, mas deixa o jogo mais rápido e fluido. Sniper Ghost Warrior 2 foi lançado para PC e Xbox 360, mas o review foi realizado com a versão do PlayStation 3.

A história não empolga em nenhum momento e o fio condutor é bem pobre. Dificilmente você se empolgará para terminar Sniper Ghost Warrior 2 por este motivo. Somente os fãs do FPS terão a paciência e a disposição necessária.

Gráficos decepcionam

Os gráficos do jogo decepcionam se o compararmos com outras produções do mesmo tema dessa geração, mas ao mesmo tempo, não comprometem a experiência do jogo em si, que é dominado pela ação fácil e sem compromisso. Os cenários foram criados com pouco cuidado aos detalhes, como você pode ver no vídeo “embedado” neste review. Neste mesmo tom, as armas poderiam ter recebido mais atenção para ficarem mais realistas e bem acabadas. Por outro lado, os recursos de luz e sombra estão muito bem representados.

Como um jogo mediano, o som também não recebeu um cuidado necessário para ser ressaltado. O básico está ali representado, para simular o barulho de tiros para diferente armas, o impacto em diferentes superfícies e a diferença entre atirar em lugar fechado e aberto. Mas é só isso mesmo, pois Sniper 2 não apresenta nada de novo e nem mesmo possui uma trilha sonora minimamente relevante.

Sniper Ghost Warrior 2

Jogabilidade pobre

A comparação com o Sniper Elite V2 é necessária para entender como “Ghost Warrior” é decepcionante. Enquanto o controle e a jogabilidade de “Elite” é mais realista e difícil de ser executada, em Sniper Ghost Warrior 2 o jogador não terá nenhuma dificuldade para acertar os inimigos, mesmo aquele que estão a enorme distâncias. Deste modo, o jogo não se define entre a ação linear da série Call of Duty e nem se aproxima do realismo de Sniper Elite V2. Ele fica em um meio-termo fácil e sem graça.

Com uma história que não empolga e uma jogabilidade pobre, dificilmente você terá entusiasmo para chegar ao fim de Sniper Ghost Warrior 2. Assim, recomendamos a compra deste jogo apenas se você for muito fã do gênero FPS de guerra, ou um colecionador assíduo. Bom, para esses dois casos, nossa recomendação nem é necessário, não é mesmo?

Gráficos6.5
Som7.3
Jogabilidade7
Diversão5
6.5

Pedro Cardoso

Carioca, jornalista e apaixonado por games, cinema e esporte. Jogo videogame desde o Atari.