Batman: Arkham Knight

Review: Batman Arkham Knight

Depois de um excelente Arkham City e um repetitivo Arkham Origins, a expectativa em torno de : Arkham Knight era enorme entre os fãs. Que rumo a série do Morcego tomaria com este lançamento? Posso afirmar, com certeza, e com todas as letras, que este é o melhor jogo já lançado do Cavaleiro das Trevas.

Veja também: Lançamentos de games em junho de 2015

O game foi produzido pela Rocksteady Studios, responsável pelos dois primeiros jogos da franquia, e distribuído pela , com direito a dublagem brasileira, que é muito competente, por sinal. Com lançamento inicial em 23 de junho, Batman: Arkham Knight está presente nas plataformas Xbox One, PlayStation 4 e PC. Os testes foram feitos na versão do XOne.

A trama está muito mais envolvente e interessante, mesmo que seja simples. Você sabe que a história te capturou totalmente quando simplesmente nem se lembra de fazer as missões secundárias, apontadas no mapa de Gotham. Além disso, o mistério em volta da identidade do tal Cavaleiro Arkham é uma excelente adição. Todos os vilões possuem papéis relevantes no enredo, mesmo que pequenos. Não aparecem jogados apenas para fazer número e atrair fãs.

Arkham Knight

Neste game, vemos um Batman muito mais experiente, e é assim que deve ser, uma evolução natural. Deste modo, o super-herói já começa com todos os equipamentos conhecidos e toda a sorte de golpes e habilidades necessárias para combater o crime. Chega desse negócio de toda vez começar do zero e adquirir cada traquitana, individualmente, ao longo do jogo. Ele já tem tudo no seu cinto de utilidades, não deixou cair do Batmóvel entre um jogo e outro.

Os gráficos estão absurdamente poderosos, como nunca se viu antes. É um deslumbre visual ver o Batman planando sobre Gotham enquanto enquanto sua capa tremula com o vento e os pingos da chuva caem em cima dela. Você vai ficar de boca aberta com o nível de detalhes da armadura que o Morcego usa, mas principalmente, da quantidade de elementos que ficam na tela quando o Batmóvel passa destruindo tudo pela frente.

Batmóvel carro ou tanque?

O Batmóvel é um grato novo elemento, com multifunções dentro do jogo. Além de transportar o Batman por uma Gotham City enorme, ele serve também para abrir caminho por espaços inacessíveis, usando um gancho para puxar portões de ferro gigantes ou destruir paredes, e ainda se transforma em um “tanque” capaz de destruir blindados e helicópteros do exército do Cavaleiro de Arkham, o grande inimigo do jogo.

Sem dúvida, o Batmóvel foi um acréscimo espetacular, mas tenho duas ressalvas a fazer: primeiro, é preciso segurar um botão para que o veículo fique em modo de combate, se soltá-lo no meio da batalha, pode ser o seu fim, pois a dinâmica e a função de cada botão muda totalmente entre os dois modos, e isso pode confundir muito no início.

O outro ponto é, por ser uma novidade, está muito presente no jogo, com diversas participações desnecessárias, como quando o Batman invade uma instalação para pegar os bandidos de surpresa, por exemplo. Poderia ter menos cenas com o Batmóvel espalhafatoso e mais com o Batman sorrateiro, detetive.

Linguagem de cinema mais presente

Os combates corpo a corpo estão mais fluidos e dinâmicos do que nunca, é realmente impressionante o que fizeram aqui, quando parecia que não tinha mais para onde evoluir neste quesito. Ainda acho que o número de botões envolvidos e combinações é exagerado, até decorar todos os movimentos, leva um tempo. Mas quando são encaixados no tempo correto, as lutas se tornam mais rápidas e divertidas.

Aliás, dinamismo é a palavra chave deste jogo. As já citadas cenas de luta estão mais curtas, as cenas in-game, aquelas não jogáveis, estão muito mais presentes e mescladas a parte jogável. Para completar, as cenas em CG surgem instantaneamente, sem nenhum delay ou troca de tela perceptível.

Em resumo, Batman: Arkham Knight está muito mais cinematográfico do que os títulos anteriores. Toda cena de ação termina como uma finalização espetacular, usando câmera lenta, zoom e outros elementos da sétima arte. Veja o vídeo abaixo gravado em uma sequência com o Batmóvel, que demonstra muita coisa do que disse nos parágrafos acima:

Em relação a cidade de Gotham, houve um certo exagero de expectativa de minha parte. Esperava uma área realmente gigante, muito maior do que o jogo trouxe, e que pudesse ser explorada sem amarras. Não foi isso que aconteceu, mas em nada tira o brilho do game. Pelo contrário, o nível de detalhes está riquíssimo. Porém, por mais que você possa andar, ou voar, livremente pela cidade, as ações dentro da trama ainda estão muito nos trilhos, até para manter o aspecto mais cinematográfico que descrevi há pouco.

Gráficos10
Som10
Jogabilidade9
Diversão9
Batman: Arkham Knight é um título obrigatório para todos os fãs do Homem-Morcego, seja dos filmes ou de quem lê os quadrinhos, mas principalmente para quem gosta de um game com ação espetacular, aspectos cinematográficos e história envolvente.
9.5

Pedro Cardoso

Carioca, jornalista e apaixonado por games, cinema e esporte. Jogo videogame desde o Atari.