Primeiras impressões de Forza Motorsport 7


A demo de , disponibilizado de graça na Xbox Live, acertou em cheio na escolha da pista e na seleção dos carros utilizados para apresentar o game. Em poucos minutos de gameplay, o jogador consegue perceber uma clara evolução para as edições anteriores.

Veja também:

Os jogadores poderão experimentar apenas uma corrida simples com três voltas e até três carros: Porsche 911 GT2 RS 2018, caminhão de corrida da Mercedes-Benz e Nismo Motul Autech GT-R da Nissan. São modelos bem diferentes, que mostram o potencial do game em diversas modalidades de corridas e suas especificidades.

Forza Motorsport 7

Os títulos da série Forza Motorsport são conhecidos pela alta precisão na hora de reconstruir digitalmente um carro de corrida, e isso também influencia no fator simulação, cada vez mais fiel com a realidade. Até por isso, a escolha destes três modelos foi importante, para demonstrar a diferença de dirigibilidade entre eles.

Ao pilotar os caminhões, por exemplo, é mais indicado ficar com a visão de dentro do cockpit, para que seja possível ter uma noção melhor do posicionamento dos competidores. Caso contrário, o jogador terá que lidar com a altura da boleia, o que pode transformar o gameplay em uma experiência incômoda.

O Forza Motorsport 7 apresenta gráficos impressionantes. Se o Forza 5 se preocupava muito em mostrar o poder de uma nova geração de consoles, o título atual aparenta estar muito mais maduro. Na única pista disponível na demo, um aspecto chama a atenção: a competente transição de som e imagem quando os carros entram e saem do túnel. Realmente os jogos chegaram a outro nível.

Claro, diversos outros aspectos ficaram de fora desta breve análise, e só poderão ser testados com o jogo completo. A principal indagação dos fãs é se vale a pena migrar do Forza 6 para o Forza 7, que tem como maior chamariz a resolução 4K quando rodar no Xbox One X. Todas essas respostas poderão ser respondidas a partir desta terça-feira (3), quando o jogo será lançado para XOne e 10.

Pedro Cardoso

Carioca, jornalista e apaixonado por games, cinema e esporte. Jogo videogame desde o Atari.