PS3

Primeiras impressões: Beyond – Two Souls

Beyond: Two Souls, produzido pela e exclusivo para o PlayStation 3, evoluiu o conceito de “filme jogável” inaugurado por Heavy Rain. Agora, além de termos dois atores famosos: Ellen Page e Willem Dafoe, o jogo trouxe mais cenas de ação, passagens de tempo e um enredo mais complexo.

Veja também: Leia o review de The Last of Us

Ao jogar o demo, a primeira impressão é o cuidado absurdo com a qualidade gráfica e os detalhes narrativos que transformam o jogo em um verdadeiro filme. É bem possível que alguém assista você jogando com grande interesse, como se tivesse realmente assistindo à uma produção da sétima arte. Acho que estamos vendo um novo conceito vindo por aí.

Além de assistir, a proposta da Quantic Dream é que outro usuário pode interagir e ajudar no avanço do game usando um smartphone ou tablet, em uma experiência, sem dúvida, bem diferente e inovadora.

A demo apresenta ao jogador três momentos do desenvolvimento da personagem da Ellen Page, a Jodie. Quando criança, ainda descobrindo seus poderes e se submetendo a testes em um laboratório, quando adolescente, treinando suas habilidades de luta, e depois, mostrando uma parte de sua fuga. Nesta terceira parte é que vemos como este game difere de Heavy Rain, ao permitir que o jogador tome o controle de uma motocicleta, apresentando mais ação.

É necessário destacar também a qualidade da dublagem brasileira, que trouxe os mesmos profissionais que dublam os atores Willem Dafoe e Ellen Page em seus respectivos filmes.

O jogo Beyond: Two Souls será lançado no dia 8 de outubro no Brasil.

Pedro Cardoso

Carioca, jornalista e apaixonado por games, cinema e esporte. Jogo videogame desde o Atari.