Hearthstone fundo de carta

Hearthstone: como conseguir versos de cartas

Os fundos de cartas de Hearthstone não trazem nenhum benefício prático ao jogo, mas servem para quem gosta de colecionar itens raros e, principalmente, demonstrar que é um jogador veterano, caso tenha um verso antigo que já saiu de circulação.

Veja também: Como baixar e jogar Hearthstone: Heroes of Warcraft

A maioria dos fundos de cartas é conquistada ao chegar no rank 20 dentro do prazo de um mês, ou temporada, como eles chamam. A cada 30 dias, uma nova imagem é revelada e a anterior nunca mais fica disponível. Essas são as mais fáceis de serem adquiridas.

Alguns versos são bem específicos, e quem os têm, ostenta com orgulho. É o caso do fundo de carta distribuído para quem esteve presente na BlizzCon 2014. Outro caso são aqueles fundos distribuídos para o cliente que comprar um outro game da companhia. Neste caso, o exemplo mais recente foi o de World of Warcraft: Warlords of Draenor, que deu a imagem abaixo:

World of Warcraft: Warlords of Draenor

O fundo de carta FireSide só pode ser conseguido em encontros entre jogadores. A , para estimular que as pessoas jogassem juntas fora do ambiente virtual, criou este fundo de carta que só pode ser adquirida se pelo menos três pessoas estiverem conectadas na mesa rede Wi-Fi e jogarem no mínimo duas partidas entre si.

Existem duas cartas que são realmente uma grande conquista para qualquer jogador, e deve ser mostrada com orgulho: a Legend e a Heroic Naxxramas. A primeiro é adquirida ao chegar no ranking de Lenda, feito que não é para qualquer um. Já o outro verso é conquistado ao vencer a aventura solo “A Maldição de Naxxramas” no modo heróico. Nada fácil também.

Neste Wiki de Hearthstone, é possível ver todos os versos que ainda podem ser conseguidos e os que não estão mais disponíveis. Falando apenas das artes das temporadas, eu tenho todos os versos desde a Rainbow, que foi distribuída no mês que eu comecei a jogar. Qual o seu fundo de carta mais antigo? E qual o seu preferido?

Pedro Cardoso

Carioca, jornalista e apaixonado por games, cinema e esporte. Jogo videogame desde o Atari.