5 fatos sobre o Doutor Estranho


No dia 2 de outubro estreia o filme do no Brasil. Dos personagens mais clássicos da Comics, o Dr. Stephen Strange pode ser um dos mais difíceis de explicar, portanto, separei cinco coisas que você precisa saber sobre os quadrinhos do personagem antes de ir ao cinema. Fique tranquilo, pois este texto está totalmente livre de spoilers. Até porque, ainda não vi o filme mesmo.

Veja também: Novo filme do Wolverine ganha primeiro trailer

O personagem está totalmente conectado ao Universo Marvel nos cinemas, mas os produtores fizeram questão de anunciar que o filme pode ser visto de forma isolada. Claro, esta é uma tentativa de atrair o consumidor ocasional, que não quer se preocupar com este universo e suas dezenas de filmes.

A magia no universo Marvel

Este filme funcionará como uma introdução da magia no Universo Marvel do cinema. Mesmo sem ver o longa, creio que o argumento usado será o mesmo dos quadrinhos. Magos como Stephen Strange têm a preocupação maior de proteger o nosso plano da invasão de criaturas de outras dimensões. Isso faz com que ele tenha que lutar com demônios e outros seres bizarros. Porém, apesar de tanto poder, ele ainda é um ser humano, e pode morrer se levar um tiro.

Assim, eles não se preocupam com simples roubos de banco, e você não verá o Doutor Estranho patrulhando as ruas em busca de bandidos. Portanto, é um tipo diferente de super-herói, com uma preocupação e uma responsabilidade muito maior. Muitas dessas batalhas, em planos desconhecidos, nem chegam ao conhecimento do grande público.

Doutor Estranho

A origem do Doutor Estranho

O Doutor Estranho apareceu pela primeira vez na revista “Strange Tales” #110, que saiu em julho de 1963, criado por Stan Lee e Steve Ditko. Apesar de só agora ganhar um filme de qualidade (aquele de 1978 não conta), o personagem é um dos mais antigos do Universo Marvel das HQs.

Antes de se tornar o mago supremo, título que só uma pessoa pode ter, o Dr. Stephen Vincent Strange era um cirurgião renomado, muito habilidoso, mas também arrogante. Após um acidente de carro, Strange teve suas mãos incapacitadas de realizar operações delicadas. Inconformado com a situação, ele usou a sua fortuna para procurar uma solução, mas não conseguiu encontrar. Um dia, ele ouviu sobre um “Ancião” no Tibet que poderia curá-lo para sempre, e aí começou sua jornada rumo ao desconhecido.

Quem é Vishanti?

Neste caso não trata-se de “quem é”, mas de “quem são”. Vishanti é uma tríade formada por três seres místicos extra-dimensionais de infinito poder, que fornecem conhecimento de magia ao Mago Supremo e outros magos benevolentes. Oshtur, Hoggoth e Agamotto podem até aparecer para os seres humanos, de forma disfarçada, pois nós não conseguiríamos assimilar suas aparências, mesmo aqueles que sabem trabalhar com as artes místicas.

Olho de Agamotto

Os objetos místicos

O Livro de Vishanti e o Olho de Agamotto são objetos místicos comuns nos quadrinhos, que também estarão no filme, de acordo com o que já vimos nos trailers. Bom, e agora você já sabe de onde vem esses nomes. O Olho de Agamotto foi criado pelo próprio quando ele foi o primeiro Mago Supremo da Terra.

Nas HQs, este poderoso item pode proteger o seu portador contra o arcanismo, revelar ilusões, desfazer encantamentos e gerar uma rajada de energia. No cinema, ele ganhou outros poderes. O que cresce o rumor de que ele seja mais uma das Gemas do Infinito. O que seria mais fácil de explicar e encaixar na grande trama que eles estão construindo desde o filme Capitão América: O Primeiro Vingador, quando a primeira delas apareceu, o Tesseract.

Dormammu

Os inimigos do Doutor Estranho

Como Mago Supremo do Universo Marvel, o Doutor Estranho é alvo constante de criaturas místicas de outras dimensões. Três exemplos que mais atormentam a vida do herói são os demônios, Pesadelo, Dormammu e Mefisto. Porém, obviamente, ele também tem que encarar outros magos que tentam tomar o seu lugar. No caso, prefiro não escrever nomes, para não estragar possíveis surpresas durante o filme.

Pedro Cardoso

Carioca, jornalista e apaixonado por games, cinema e esporte. Jogo videogame desde o Atari.